Informe sobre coletas e análises de amostragem de águas, sedimentos, solos e lamas - 08.Fev.2022

Atualizado: 17 de fev.


Olá novamente a todos que estão acompanhando a força-tarefa de voluntários iniciada em 13.jan.2022, referente à criação da rede de amostragem e monitoramento (de sedimentos/solos/lamas e águas) do Quadrilátero e seu entorno.


Vimos aqui divulgar, então, a situação atual da rede de amostragem.


Dos 63 pontos de coletas registrados atualmente em nosso banco de dados (estruturado pelo colega Luciano), 60 já tiveram suas coordenadas confirmadas e estão plotados no mapa a seguir. Os demais 3 pontos o serão à medida que confirmarmos as suas coordenadas.

Desses 60 pontos plotados no mapa (há um ponto localizado no município de Resplendor, em destaque cartográfico à direita inferior no mapa), 40 são de lama, 2 são de solo, 2 de solo superficial com lama e, complementarmente, 16 são de águas superficiais.


Tabela coletas 07.fev.2022
.pdf
Download PDF • 37KB

Integra esse mapa o arquivo PDF com mais detalhes sobre cada um dos 60 pontos de amostragem.


Salientamos que a rede ainda está se estruturando e que no momento já temos a confirmação da integração dos laboratórios da UFMA (Uni. Fed. do Maranhão), na figura do prof. Dr. Ulisses Nascimento. Outros laboratórios também estão sendo contactados, de forma a podermos efetuar análises intercomparativas e, assim, darmos mais robustez aos resultados.


Aproveitamos para reiterar que essa Força-Tarefa é independente e não mantém vínculos ou aporte financeiro de quaisquer empresas.


Outrossim, informamos que a Profa. Dulce Pereira já vinha desenvolvendo pesquisas nesse tema de monitoramento e que está integrando parte de sua rede de amostras (as 16 amostras de águas superficiais) ao nosso banco de dados. Exclusivamente para coleta e análises laboratoriais dessas 16 amostras de água ela contou com o apoio da deputada Áurea Carolina.


Assim, apesar de termos vários custos associados, essa rede é mantida totalmente por trabalho de voluntários tanto por parte dos coletores quanto dos pesquisadores e que não contamos, até o momento, com qualquer tipo de aporte financeiro externo.


Por conta dessas singularidades logísticas ainda não temos como prever a entrega dos primeiros resultados.


Para quaisquer informações complementares, permanecemos à disposição.


Saudações,


EduMiTe (Gp de Pesquisa em Educação, Mineração e Território - Daniela Campolina, Paulo Rodrigues e Lussandra Gianasi); Laboratório de Educação Ambiental e Pesquisas LEA: AUEPAS/DEPRO-DEGEP/UFOP (Profa. Dulce Maria Pereira); Laboratório de Solos e Meio Ambiente IGC/UFMG (Profa. Adriana Monteiro), MovSAM (Luciano Corrêa, Dani Campolina e Paulo Rodrigues) e Projeto Manuelzão